5 Plataformas para Venderes os teus Serviços em 2020

0
50

Quer estejas a começar o teu negócio freelancer de raiz ou queiras apenas obter um rendimento extra, este artigo é para ti. Ter espírito empreendedor nunca foi tão importante e este é o momento certo para ganhares dinheiro através da prestação de serviços.

Serviços como design de logotipos e websites, marketing digital, escrita, tradução, programação e até assistência virtual, são cada vez mais procurados por empresas e particulares. Tens jeito e interesse por alguma destas áreas? Podes rentabilizar os teus tempos livres, fazendo algo de que gostas.

Naturalmente, é difícil começar do zero, e essa é a principal razão para te inscreveres numa ou em várias plataformas de serviços freelancer. Um dos benefícios é que as plataformas salvaguardam sempre que, após o final do projeto, o teu pagamento estará assegurado, o que é bem melhor do que teres de fazer insistências junto do cliente. Por outro lado, tens de cumprir alguma regras, como por exemplo, não providenciar meios de contacto, de forma a que a plataforma salvaguarde que o único meio de contacto é mediante a mesma.

Se fizeres uma pesquisa no Google, vais perceber que existem várias plataformas no mercado, mas facilitámos o teu trabalho e sugerimos-te o TOP 5 daquelas que são as mais conhecidas e rentáveis para o freelancer.

Freelancer.com

É um site conhecido mundialmente, provavelmente o mais popular no que toca a plataformas freelancer. O site é muito intuitivo e até tem uma app para te facilitar a consulta de ofertas de clientes e a candidatura aos mesmos. Mas é o facto de ter muitos clientes, que se torna o maior benefício para os freelancers.

O processo é muito simples: constróis o teu perfil de modo a que fique o mais completo possível (formação, habilidades e portfolio). Os clientes podem pesquisar por área de especialização e se gostarem do teu perfil, podes receber diretamente uma proposta para um projeto.

Mas esta não é a única forma de conseguires projetos. A cada minuto, dezenas de clientes de todo o mundo publicam ofertas em várias áreas, às quais os freelancers têm de se candidatar e apresentar uma proposta. Tens um limite mensal de propostas por mês, mas tens a opção de pagar uma quantia para poderes realizar mais propostas. Esta é provavelmente a maior desvantagem do site.

Fiverr

O Fiverr é igualmente uma das plataformas freelancer mais populares que anda por aí. É preciosa para os compradores, porque conseguem encontram serviços a 5$ na plataforma.

Mas é igualmente rentável para os freelancers, uma vez que a quantidade de clientes chega para todos, não só para os freelancers mais experientes, mas também para os novatos.

Começas por construir o teu perfil e crias os Gigs dos teus serviços. O Gig é um pacote específico do serviço que prestas. Em cada Gig descreves o que o serviço inclui, o prazo de entrega, o preço e alguns exemplos do teu portfólio.
Enquanto tiveres poucas classificações de clientes e estiveres no nível 0, terás, muito provavelmente, de te candidatar às ofertas de clientes para conseguires projetos. Contudo, assim que tiveres uma boa classificação e o teu perfil adquirir alguma popularidade, os clientes virão ter diretamente contigo.

Workana

O Workana é outra plataforma de serviços freelancer generalista. Não tem tanta popularidade como o Freelancer.com ou o Fiverr, porque acaba por ter menos clientes. Contudo, o procedimento é o mesmo: crias um perfil, descreves as tuas habilidades e candidatas-te aos projetos publicados pelos clientes em tempo real.

Tal como no freelancer.com, no Workana também só podes apresentar um limite mínimo de propostas por semana, que no início é de 11, e sejamos francos, é muito pouco. Para teres a possibilidade de te candidatares a mais projetos podes escolher um dos planos que a plataforma dispõe, mediante o pagamento de um valor mensal.

Upwork

O Upwork é outra plataforma na qual definitivamente deves apostar os teus serviços enquanto freelancer. A plataforma tem milhares de clientes a contratar serviços, mas além disso, uma boa parte desses clientes são multinacionais: Dropbox, Microsoft, Airbnb, entre outros.

Assim, se pretendes não só ganhar algum dinheiro, mas também começar o teu próprio negócio e cativar clientes que valem a pena, deves mesmo dar uma oportunidade a esta plataforma.

A desvantagem do Upwork comparando com as restantes plataformas é que o processo de criação do teu perfil é longo, e estás sujeito à moderação do site. Contudo, se fores aceite e souberes aproveitar a plataforma, vai valer a pena.

Fixando

E não podíamos deixar-te ir sem te dar a conhecer uma plataforma 100% portuguesa. A Fixando escolhe os freelancers que considera certos para cada proposta de determinado cliente. Contudo, tem uma desvantagem: enquanto freelancer tens de pagar para conseguires apresentar uma proposta, o que é injusto, considerando que não sabes se vais ser o profissional escolhido.

A vantagem é que a plataforma ainda não é muito conhecida, pelo que não tens de baixar os preços, como fazes por exemplo no Fiverr, para conseguires clientes.

Estas são as 5 plataformas que, neste momento, são mais rentáveis para os
freelancers, por apresentarem formas de contacto em tempo real com os clientes e formas de pagamento seguras.

Já sabes qual é a área que te motiva? Então, está na altura de te inscreveres numa ou em várias destas plataformas, de modo a começares a rentabilizar o teu tempo livre.

Acredita, toda a gente está a fazer o mesmo!

LER MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here