Como é que a alimentação te pode reforçar para os exames?

0
64

Aproxima-se a época do estudo intensivo, do stress e das noites mal-dormidas (mais conhecida por época de exames). Se, por um lado, o estudo é fundamental para atingires os teus objetivos a nível de classificações, existem outras formas de potenciares a tua concentração, aprendizagem e memória.

Por mais contraproducente que possa parecer, o descanso é uma dessas estratégias. Garante que dormes cerca de 7 a 10 horas por dia, de modo a iniciares o novo dia com energia e vigor.

De igual modo, deves considerar a prática de atividade física. Além de existirem estudos que indicam que a prática de exercício físico está associada a um rendimento escolar superior, é também uma forma de diminuir o stress associado aos exames e testes.

Por sua vez, a tua alimentação poderá constituir um excelente aliado ao estudo. Existe literatura que correlaciona alguns aspetos da nutrição com o desempenho cognitivo, apesar de ser necessária mais investigação (nomeadamente através de estudos experimentais).

A adesão à dieta mediterrânica encontra-se associada a melhores resultados no desempenho académico. O padrão alimentar mediterrânico compreende um elevado consumo de água e infusões, frutas, vegetais, peixes, cereais integrais e azeite, e quantidades limitadas de carne e álcool. Este padrão inclui também a prática de atividade física regular, um descanso adequado, a convivência social, a compra de produtos sustentáveis, tradicionais e locais, e outros comportamentos de saúde.

O consumo de alimentos ricos em ómega-3 pode, da mesma forma, melhorar o processo de aprendizagem, o desenvolvimento cognitivo, a memória e a velocidade de execução de tarefas. Por outro lado, uma menor ingestão de fast food encontra-se associada a um rendimento escolar superior, e um elevado consumo de refrigerantes correlaciona-se com um menor desempenho académico.

Tendo em conta estes dados, é possível destacar alguns alimentos que te poderão ajudar nesta fase de preparação para os exames:

Hortofrutícolas

Um maior consumo de vegetais e uma ingestão adequada de frutas foi associada a classificações significativamente mais altas nas avaliações escolares.

Peixe

Em dois estudos, o consumo diário de peixe foi associado a um melhor rendimento escolar.

Além disso, os peixes gordos são fontes de ómega-3. Os peixes gordos incluem a sardinha, arenque, salmão e atum. O consumo de peixes gordos deve ser feito 2 a 3 vezes por semana.

Outras fontes de ómega-3

Por exemplo, as sementes de chia e linhaça, e as nozes. Uma alimentação saudável, aliada ao exercício físico, descanso e estudo, poderá desempenhar um papel importante na função mental e no desempenho académico.

Uma alimentação saudável consiste no consumo diário de vários alimentos, incluindo hortofrutícolas, cereais integrais, fontes proteicas magras e gorduras como o azeite. Além disso, uma alimentação saudável inclui: (1) definir porções de alimentos e bebidas que permitam a obtenção e manutenção de um peso saudável, (2) comer 5 ou mais porções de vegetais e frutas por dia, (3) preferir cereais integrais em detrimento dos cereais processados (refinados) e (4) limitar o consumo de carnes processadas, bem como o consumo de carnes vermelhas.

LER MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here